HomeNotíciasIncra utiliza novas tecnologias para otimizar vistorias de imóveis rurais

Notícias



Geral


Incra utiliza novas tecnologias para otimizar vistorias de imóveis rurais


05 de setembro de 2017

O Incra está incorporando o uso de novas tecnologias na fiscalização de imóveis rurais para qualificar a destinação de terras para reforma agrária. Técnicas de geoprocessamento e de sensoriamento remoto foram empregadas para verificar o potencial de 42 áreas, com a elaboração de estudo prévio de viabilidade de obtenção, totalizando 66.799 hectares analisados.

Os estudos foram produzidos pelos membros do Grupo de Estudos de Inteligência Territorial (GEIT), instituído para definir procedimentos de planejamento e execução de ações territoriais da autarquia. Composto por servidores da sede e de superintendências regionais, a equipe analisou imóveis rurais em 11 estados a partir de dados cadastrais, imagens de satélite de alta resolução e informações georreferenciadas relacionadas ao tema.

O emprego de técnicas de geoprocessamento e de sensoriamento remoto pretende tornar mais eficiente a obtenção de terras para reforma agrária, já que o estudo prévio elaborado aponta as áreas com maior viabilidade agronômica, que posteriormente serão vistoriadas e avaliadas em campo.

Desta forma, o Incra considera apenas imóveis com potencial, garantindo a racionalização do uso de recursos financeiros no processo de obtenção ao evitar, por exemplo, o deslocamento de uma equipe in loco para verificar a viabilidade de cada área para a reforma agrária. Além de orientar a tomada de decisão dos gestores das superintendências regionais, o grupo pretende que a metodologia de trabalho seja incorporada pelos servidores da autarquia nos estados.

Para o presidente do Incra, Leonardo Góes, o trabalho do GEIT representa um avanço importante em termos de eficiência. “O uso de ferramentas tecnológicas permite à autarquia sofisticar a coleta e análise de dados sobre áreas de interesse da reforma agrária, além de racionalizar a aplicação de recursos financeiros do nosso orçamento”, ressalta.

Vantagens
Além de racionalizar o procedimento de vistoria, a utilização do recurso proporciona outras vantagens para a autarquia, como celeridade no atendimento de demandas, utilização de bases de dados e imagens gratuitos, assim como de programas com licenças livres.

Essas técnicas podem ser adotadas no desenvolvimento de outras ações, como gestão ambiental e monitoramento de assentamentos, fiscalização cadastral e regularização fundiária de imóveis rurais.

Equipe multidisciplinar
O GEIT é multidisciplinar, reunindo profissionais de diversas áreas. Isso permite maior segurança e eficiência nas operações. O grupo se divide em quatro núcleos: ações estratégicas da autarquia; acesso a informações de entidades parceiras para qualificação das ações; vistoria remota; e o de assentamentos, que realiza os estudos de monitoramento ambiental nos projetos de reforma agrária.

O Incra está investindo no uso de diferentes tecnologias de sensoriamento remoto para execução de suas ações, como aquisição de imagens de satélite de alta resolução e uso de Veículos Aéreos Não Tripulados (VANT) para os trabalhos de gestão e inteligência territorial.

Fonte: Incra






OUTRAS NOTÍCIAS


  • Geral

    21 de novembro de 2017

    Confira a programação do III Encontro Estadual do CORI-MG

    + Continue lendo
  • Geral

    19 de novembro de 2017

    Rejeitado projeto que amplia divulgação de leilão para venda de imóveis públicos

    + Continue lendo
  • Geral

    18 de novembro de 2017

    Nova titular de cartório é isenta de responsabilidade por débitos trabalhistas de ex-empregado

    + Continue lendo
  • Geral

    18 de novembro de 2017

    ALMG: Projeto que assegura previdência estadual a serventuários é aprovado por comissão

    + Continue lendo

Receba o Boletim do CORI-MG

Newsletter